Guaraná - A história por trás da fruta amazônica - Le Cultive

Guaraná – A história por trás da fruta amazônica

O guaraná é originário da Amazônia e bastante popular no Brasil, principalmente por fazer parte de um dos refrigerantes mais consumidos por aqui. Apesar de conhecermos bem o seu gostinho e seus poderes energéticos, são poucas as pessoas que conhecem bem a sua história e a mitologia por trás dele.

De acordo com uma lenda indígena, o fruto cresceu a partir do olho de um menino assassinado. Não é de se espantar de onde essa lenda surgiu, já que o fruto realmente se parece com um grande globo ocular. Sobre o surgimento de seu uso para o efeito energético, esse é bastante recente.

Os missionários europeus que vieram ao Brasil no século 17 observaram o uso do fruto entre os índios, observando que o guaraná não só lhes deu energia, mas permitiu que eles passassem dias sem sentir fome. A frutinha tornou-se então uma mercadoria colonial, que também era conhecida por ajudar a proteger o corpo de doenças, mas também por causar insônia.

Isso porque a cafeína que é encontrada no fruto do guaraná é diferente do que aquela encontrada no café. O guaraná contém componentes químicos chamados de taninos, que parecem produzir um efeito mais duradouro do que a cafeína de outras fontes. Tanto que há muitos séculos as pessoas já faziam misturas com as sementes da fruta para tomar ou mesmo fumar a fim de se manter alerta.

Le Cultive 2016. Todos os direitos reservados.